É tempo de viver a plenitude na Terra

Nós só temos uma existência, uma vida, um corpo e, assim, devemos fazer com que valha a pena. Eu não quero que a minha existência seja simplesmente vivida, eu quero deixar marcas. Se a minha vida deixar marcas, significa que eu vivi com propósito. Não importa a marca que você deixa, se é grande ou pequena. O que importa é se ela cumpre o propósito pelo qual Deus lhe criou.

E Ele tem um grande livramento para realizar em sua igreja e na Terra: nossos inimigos serão totalmente destruídos. Mas para isso, precisamos ter um compromisso com a glória e o propósito de Deus, pois isso reflete o espírito de excelência e nos traz vitória, provisão e abundância.

Não devemos ficar parados, apenas preocupados com os problemas pessoas e atuais, mas olhar para as gerações futuras e nos envolver com a missão e a vontade de Deus  – ter os nossos corações comprometidos com o Seu propósito. Existem milhares de pessoas esperando pela palavra, pregação, música, orientação, ensino. Deus não nos levantou para vivermos uma vida confortável e feliz, mas para cumprirmos o propósito de viver uma vida de plenitude para sararmos a nossa Terra ferida.

Esse ano, a Sara Nossa Terra trabalha com o Ano da Plenitude. Cremos que chegou o tempo que a escassez não fará mais parte. Plenitude é o período em que os cegos naturais e espirituais são curados, também é o tempo em que os que sofrem são consolados e os feridos e quebrantados são ungidos e curados. Então, meu querido, que possamos viver nessa Terra com o intuito de levar o amor, o perdão, de estreitarmos os nossos relacionamentos com o Senhor, porque quando fazemos isso, cumprimos os nosso propósito.

Anunciar o Ano da Plenitude implica em trazer um ensino e uma prática de amor, perdão, aceitação em seus relacionamentos com o Pai. Porque quando estamos debaixo de uma aliança firmada em Deus, deixamos de ser julgados por obras, e passamos a responder por nossas intenções e pela graça de nosso Pai. Reflita sobre isso!