Você se sente uma pessoa obstinada ou ousada?

Em nossa sociedade atual o medo é o epicentro da infelicidade, é o que está por trás de tudo que nos mantém reféns. Temores internos, como o de não ser aceito, de abandono, de mudanças, de falta de recursos, podem ser superados se aprendermos a reconhecê-los e enfrentá-los. O propósito segue a atitude, que depende do nível de motivação para sua realização.

Quero fazer a você algumas perguntas que fazem parte de um questionário criado pelo psicólogo australiano John J. Ray, chamado “Ray-Lynn AO”. Leia essas perguntas e responda honestamente SIM ou NÃO, em quanto elas se aplicam a você:

  • Você procura e prioriza prosperar cada vez mais ou apenas ter uma vida confortável?
  • Se você sente que está perdendo tempo, isso o deixa agitado e preocupado?
  • No trabalho, a ideia de ter desempenho igual ao dos outros o incomoda?
  • Você se esforça sempre para ser o melhor em tudo o que faz?
  • A ideia de “levar a vida” o deixa incomodado?
  • Você planeja com antecedência?
  • Você ficaria muito ofendido se fosse descrito como “preguiçoso” ou “acomodado”?
  • Você se sente uma pessoa obstinada ou ousada?

A quantas perguntas você respondeu SIM? Quanto maior o número, maior será o seu nível de motivação para a realização e para cumprir seu propósito de vida.

Todos nós somos impulsionados por uma mistura de motivações internas e externas. O motivador mais comum é o dinheiro, mas também trabalhamos e nos esforçamos para obter a aprovação, a valorização e o respeito dos outros. O líder voltado para os resultados sabe como manter sua equipe motivada. Ele sabe como acionar a chave da motivação interior e, uma vez que ela é ativada, ele coloca corpo e alma no projeto sem levar em consideração o quanto está sendo pago para realizá-lo.