É fundamental que os pais invistam na qualidade do legado deixado aos filhos

Deus compara a paternidade à confecção de flechas. Antigamente, havia técnicas especiais para prepará-las. O processo era manual: lixava-se a madeira até alcançar o equilíbrio perfeito e afiava-se a ponta da lança para que ficassem bem feitas e aptas a acertar o alvo. Precisava-se gastar tempo para prepará-las.

Da mesma forma, os pais devem investir tempo de qualidade na preparação dos filhos para a vida, tornando-os equilibrados e encorajados a acertarem seus alvos. Contudo, muitos pais pensam que se forem exigentes poderão prejudicar a saúde emocional dos filhos. Entretanto, pesquisas indicam que filhos de pais exigentes alcançam muito mais sucesso do que os filhos daqueles que não o são.

Os pais têm o dever de exigir que seus filhos zelem pelos ensinamentos que lhes foram passados, que se firmem nos estudos e que levem a sério tudo o que fizerem. Os pais não devem temer corrigir seus filhos quando estes estiverem se desviando da conduta que lhes foi orientada porque preparar os filhos é uma das funções dos pais. Porém, o legado emocional, espiritual e natural são heranças que os filhos recebem automaticamente.

Por isso, é fundamental que os pais invistam na qualidade dos legados passados aos filhos e que façam uma reflexão sobre o tipo de pais que estão sendo e sobre qual formação estão lhes deixando como herança. Podemos assumir a responsabilidade e autoridade de abençoamos nossos filhos, pois já fomos abençoadas por nosso PAI!