Bispa Lúcia fala sobre a presença de Deus e o poder da atitude

No culto deste domingo (25), na Embaixada Sara Nossa Terra, em Brasília, Bispa Lúcia Rodovalho ministrou uma forte Palavra sobre a vida de dois levitas que receberam a arca da aliança em suas casas, mas com suas diferenças, um se tornou grande exemplo de fé e atitude para os cristãos.

Para se basear, a preletora falou sobre Abinadabe, citado em 1 Samuel  7:1-2 e Obede-Edom e 2 Samuel 6:11-12. “A presença de Deus na casa dele é como a nossa experiência de conversão. A presença de Deus vem sobre nós e tudo muda. Os seus dias não são os mesmos. As suas dores não são as mesmas.”

Destacou também os reinados de Saul e Davi. “É muito triste quando uma pessoa esquece de Deus. Saul se esqueceu de Deus, é um mal exemplo para nós. Que você nunca se esqueça de onde você veio, que você nunca esqueça o que Deus fez na sua vida. A arca não estava no meio deles porque eles não sentiram falta. Eles deixaram a arca com os filisteus e os filisteus que tiveram a iniciativa. A nossa arca hoje é Jesus Cristo e Ele habita em você e quando você anda você leva a presença de Deus na sua vida, por onde você passa a presença de Deus fica, por onde você anda as pessoas com quem você tem contato são abençoadas.”

Completou afirmando que hoje vivemos em um mundo muito permissivo,  “o mundo do seguir meu coração”, mas a Bíblia diz que o coração é enganoso, então quem segue o coração vai se dá mal. “Nós vivemos como cristãos por princípios. O meu coração não me guia, eu guio o meu coração. O coração de Obede-Edom poderia ter ficado temeroso como o de Abinadabe, que nem passava perto da arca, ia de longe porque tinha medo. Obede-Edom não ouviu o seu coração, lembrou de tudo que aprendeu como levita que a arca de Deus simboliza a presença de Deus, então se ela chega na minha casa eu sou abençoado”.

Confira as fotos:

Créditos fotos: Ronaldo Caldas