O que ajuda no crescimento não é o número de pessoas que você leva para o seu culto

Estrabismo é um desvio de um dos olhos da direção correta, impedindo o indivíduo de dirigir simultaneamente os eixos visuais para o mesmo ponto. Portanto, os olhos ficam desalinhados e focam direções diferentes. No estrabismo, as retinas oculares recebem duas imagens incongruentes, resultando em visão dupla. O estrabismo espiritual faz com que a pessoa deturpe o que ouve – ela nunca entende o que seu líder diz. Ela precisa de uma cirurgia espiritual.

Para que não veja duas imagens, o cérebro filtra e expurga completamente uma das imagens. Quem tem estrabismo vê tudo plano e perde todo o senso de profundidade. Do mesmo modo, o líder estrábico tem dificuldade para se aprofundar nas coisas, ele somente fica na arregimentação, por exemplo.

Teve uma época aqui em Brasília, que a gente achou que a arregimentação ia ajudar o crescimento das células, mas não ajudou. O que vai ajudar você no crescimento não é o número de pessoas que você leva para o seu culto. O que faz a diferença é a sua célula e seu discipulado.

Já tem bastante tempo que estamos falando da importância da célula. O líder estrábico ouve a gente falando, vê as coisas acontecendo, mas continua sempre resmungando. Por exemplo, ele vê um número que dobrou e fica satisfeito mas não percebe que não é o número que importa e sim a profundidade do relacionamento daquelas pessoas com Deus.

O estrábico, geralmente, tem uma visão unilateral do mundo, ele não consegue ter uma visão completa da missão dele e nem do mundo. Sempre passa pelo filtro e sempre ele vai escolher só uma coisa. Ele não consegue trabalhar com essa integração no cérebro, por causa dos olhos estrábicos.