O pecado tira nossas vestes, mas Deus não deixa que nossa vergonha apareça

É comum fazermos votos a Deus e não cumpri-los, ou atrasar o seu cumprimento com desculpas, perdendo assim a bênção. Muitas vezes, perdemos o melhor de Deus para nós porque ainda não desistimos das coisas próprias de criança. Quando tomamos a decisão de não mais viver uma vida infantilizada, Deus começa a trocar as nossas vestes.

Cada vez que vamos à igreja ou a uma célula e temos contato com a presença de Deus e com Seus filhos, Ele troca as nossas túnicas. Mas, infelizmente, muitas vezes não crescemos, porque nos escondemos. Deus quer que nós tenhamos o melhor dessa terra e as “vestes” representam a cobertura da nossa nudez. Quando o homem e a mulher pecaram, eles se esconderam de Deus. E quando Ele os procurou, eles haviam se escondido, com medo. Adão, na verdade, não teve medo, mas vergonha, porque estava nu e havia desobedecido. Ele quebrara seu compromisso com Deus.

Quando pecamos e somos infiéis com as pessoas com quem fizemos alianças, ficamos muito envergonhados porque o pecado tira nossas vestes. Mas Deus não deixa que nossas vergonhas apareçam. Ele não nos expõe, mas nos aceita do jeito que somos, porque o amor de Deus é que nos cobre.