Encontre algo que você goste muito e será extremamente feliz

Na vida é preciso ter objetivos. O professor Mario Sergio Cortella, em uma de suas palestras, corrigiu a epígrafe: “Para quem não sabe aonde vai, qualquer caminho serve”. Ele disse que, na verdade, para quem não sabe aonde vai, nenhum caminho serve. Pois tudo vai parecer ruim e sem sentido. Por isso, defina aonde você quer chegar.

Ter metas é importante porque influencia o presente, mesmo que ele só dure apenas três segundos. Mas isso influencia a sua memória. Quando se alcança uma meta, mesmo as dificuldades serão relembradas com o sabor doce da vitória. Mesmo as piores situações serão arquivadas como momentos de construção de algo maior. A meta tem o poder de dar sentido ao sacrifício. Mesmo as piores situações, quando estão ligadas a uma grande meta, tornam-se memórias positivas, pois estão associadas a um objetivo de vida, por isso, o Bispo Rodovalho fala tanto em propósito.

Encontre algo que você goste muito e consiga uma concentração absoluta. São aqueles momentos em que você não consegue perceber o tempo passar, pois está imerso na atividade. Pessoas felizes sentem a necessidade de repetir com frequência a experiência de imersão, um conceito conhecido como “fluxo”. Quanto mais você investe nas suas maiores forças, maior o fluxo que você atinge na sua vida. Os benefícios dessas experiências prazerosas, de certa forma, irrigam satisfação para outras áreas da vida da pessoa, criando condições para que você estabeleça um fluxo positivo para produzir memórias mais interessantes sobre o presente e para reinterpretar recordações do passado.

Um emprego ou uma aula chata podem se tornar suportáveis se você consegue parar, chegar em casa e fazer essa imersão completa praticando algo que você goste muito. Alguns sortudos conseguem atingir esse nível de concentração e prazer no próprio trabalho, outros em hobbies. Boas memórias dependem do contato com essa fluidez, quando é possível sentir a felicidade acontecendo no presente, e não apenas no passado.