Deus espera que tenhamos amor por Ele com atitudes corretas

Como o Pai me amou, assim eu os amei; permaneçam no meu amor. Se vocês obedecerem aos meus mandamentos, permanecerão no meu amor, assim como tenho obedecido aos mandamentos de meu Pai e em seu amor permaneço. Tenho lhes dito estas palavras para que minha alegria esteja em vocês e a alegria de vocês seja completa. O meu mandamento é este: Amem-se uns aos outros como eu os amei. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos (João 15: 9-13).

Desses mandamentos dependem a nossa felicidade e a nossa saúde emocional. Nosso amor a Deus não é baseado em sentimentos, o que Jesus espera de nós não é que tenhamos afeto por Ele, mas que demonstremos com atitudes corretas que o amamos.

“Jesus respondeu: ame ao Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento”. Esse é o primeiro e o maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: “Ame o seu próximo como a si mesmo”. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas (Mateus 22: 37-40).

Precisamos receber o amor de Deus em nossos corações para cumprir seu mandamento de amar o próximo como amamos a nós mesmos. Só Jesus é a fonte de água viva que nos satisfaz e nos completa para sermos capazes de amar o outro.

Quem verdadeiramente ama a Deus obedece aos seus mandamentos. Deus espera que façamos escolhas acertadas em nossas vidas. Por exemplo, quando somos fiéis aos nossos cônjuges e quando optamos por não ter atividade sexual fora do casamento, estamos dizendo a Deus que o amamos e isso tem um valor incalculável nos lugares celestiais e em nosso caráter cristão.

Evidentemente, o amor é uma escolha que vence o medo de ser traído ou rejeitado. Quem se tranca em suas fortalezas com medo de ser ferido fica impedido por essas mesmas defesas de amar e ser amado. Jesus desafiou a mulher samaritana a receber o dom de Deus, que é o amor e, assim, todas as demais coisas lhe seriam acrescentadas.

Quer ver sua vida mudar radicalmente? Pare de mendigar amor e comece a amar; pare de reivindicar suas necessidades e comece a servir.