As suas escolhas são determinadas por sua vontade e não por coisas externas

Quando os obstáculos surgem, eles parecem ser intransponíveis. Ao olhar para a situação, parece que está tudo contra você, e quando você chega nesse limite, ou você cai ou cresce. Nessa etapa da vida você precisa buscar o Senhor, orar e jejuar, e pedir a Deus que te tire dessa posição. O segundo passo é tentar recuperar a paixão pelos seus sonhos que se perderam. O terceiro passo é rever onde você falhou ou onde você pode estar falhando. É nesse momento que você vai ao seu profeta, e ele determina a sua meta. Pois a única oportunidade que você tem de sair do conformismo é recebendo um desafio. Quando você chegou ao seu limite, ou você recupera a paixão e abraça a meta, ou você está no princípio do fim. Quem quer romper os limites aceita o desafio e não para enquanto não os destrói completamente.

O líder é importantíssimo nesses momentos, até porque, pouquíssimas pessoas são naturalmente automotivadas. Portanto, não se sinta culpado se você precisa que alguém te empurre para a meta. Noventa por cento das pessoas estão nessa mesma situação e precisa ser empurradas, se fosse o contrário, a liderança não era necessária.

Um alpinista não conquista a montanha sem primeiro conquistar a si mesmo, vencer seus próprios limites. O grande desafio da sua vida não é o que está fora, mas o que está dentro de você. Às vezes responsabilizamos o diabo, responsabilizamos nosso cônjuge, colocando a culpa em outros por não sermos felizes. Mas isso não é verdade, pois felicidade é um projeto pessoal, individual.

A responsabilidade pessoal sempre exigirá escolhas de você, todos os dias. E você deve ser consciente e responsável por essas escolhas. A família tem muita influência sobre você, mas a maior influência que deve ter é a sua própria.

A maior força que existe, além de Deus, é o espírito que habita em você. As suas escolhas são determinadas por sua vontade e não por coisas externas.