Aprenda a administrar os conflitos

“No terceiro ano de Ciro, rei da Pérsia, foi revelada uma palavra a Daniel, cujo nome é Beltessazar; a palavra era verdadeira e envolvia grande conflito: ele entender a palavra e teve a inteligência da visão.” (Daniel 10:1)

Conflitos são inevitáveis, eles fazem parte das relações humanas. Mas, infelizmente não somos treinados adequadamente para administrá-los. Para Warren Bennis, “os líderes bem-sucedidos não evitam, reprimem ou negam o conflito, antes os veem como uma oportunidade”.

Para ele:

  • o líder que evita o conflito é omisso;
  • o líder que reprime o conflito é ditador;
  • o líder que nega o conflito é utópico;
  • o líder que vê no conflito uma oportunidade é otimista.

Os conflitos existem e fazem parte da realidade do nosso contexto de vida e trabalho. Infelizmente não podemos nos livrar da presença deles, pois seria o mesmo que tentar fugir da própria sombra.

O conflito faz parte da complexidade humana. Entretanto, seu aparecimento frequente é um forte indicador de que não estamos melhorando. Mesmo reconhecendo os conflitos como pertinentes à existência existem meios e ferramentas para solucioná-los, transformando-os em instrumentos de crescimento pessoal, profissional e ministerial.